Enxaguante bucal: qual é a sua importância?

Desde muito jovens, somos ensinados a investir no uso do enxaguante bucal em cada escovação dentária. Imprescindível para manter a saúde da boca intacta, o produto ajuda a eliminar germes, bactérias e outros agentes responsáveis por causar mau hálito ou complicações mais graves. 

Mas o que pouca gente sabe é que existem diferentes versões desse produto por aí. Há, por exemplo, aquelas sem a adição de álcool, as com flúor, e até mesmo outras indicadas exclusivamente para a utilização noturna. Assim, antes de investir na ideia, é necessário compreender todas as características do produto — que vão desde a sua formulação até o jeito correto de utilizá-lo no dia a dia. 

Neste post, queremos falar exatamente sobre isso. Para entender melhor e conquistar o sorriso que você sempre sonhou, continue com a leitura e siga à risca as nossas recomendações!

Afinal, o que é e para que serve o enxaguante bucal?

Conhecido como líquido antisséptico bucal, colutório ou enxaguatório, o enxaguante bucal está, há anos, presente no mercado. Em drogarias, perfumarias e até supermercados, é possível encontrar diferentes formulações desse produto tão presente na rotina dos brasileiros. 

Basicamente, estamos falando de um componente formado por agentes antimicrobianos — ideais para combater diversos problemas que podem surgir em nossa cavidade bucal. Esse é o caso da placa bacteriana, da cárie, da gengivite e, claro, do famoso — e temido — mau hálito. 

Vale lembrar: O enxaguante bucal é comercializado livremente no mercado. No entanto, é sempre necessário contar com o acompanhamento de um dentista para que o seu uso seja certeiro e de acordo com as necessidades de cada paciente. Combinado?

Benefícios do produto

  • É a opção ideal para deixar a sua higienização bucal completa; 
  • O enxaguante bucal acaba com as bactérias prejudiciais a boca; 
  • É uma boa solução para acabar com o mau hálito; 
  • Ele pode ser usado para combater as doenças da gengiva; 
  • Ajuda a prevenir o surgimento de cáries; 
  • Melhora a cicatrização da região; 
  • Promove uma sensação de conforto e bem-estar após a higienização; 
  • Diminui a saburra lingual, causadora do mau hálito; 
  • Facilita a limpeza da boca em áreas em que a escova não chega facilmente.

O enxaguante bucal é recomendado para todos?

Quando falamos sobre a saúde da boca, há quem se pergunte se o uso do enxaguante bucal pode ser feito por qualquer pessoa. A resposta é: sim — desde que com a indicação de um dentista.

Tal produto deve fazer parte da sua rotina de higiene, a fim de complementar a escovação e a utilização do fio dental. Nessa etapa, porém, existem alguns pontos de atenção que não podem ser descartados. Olha só:

  • Tenha em mente que o enxaguante bucal jamais substituirá o uso da boa e velha escova de dente. Nessa fase de higienização, você ainda precisará contar com o creme e fio dental para garantir uma limpeza completa; 
  • O produto deve ser evitado por crianças com menos de seis anos. Isso porque, antes dessa idade os pequenos não conseguem bochechar corretamente, correndo o risco de engolir o líquido.

Com qual frequência o enxaguante bucal pode ser usado?

A maioria das pessoas tem a ideia de que o enxaguante bucal precisa ser utilizado diariamente para garantir os cuidados com os dentes. Entretanto, isso não é verdade. A frequência do uso dependerá, exclusivamente, da fórmula do produto, bem como das recomendações de seu dentista. 

Somente um profissional será capacitado para dizer os horários e os dias adequados que cada indivíduo deverá fazer o enxágue. Portanto, fique sempre de olho e procure o acompanhamento correto. 

Em qual momento da escovação o enxaguante é usado?

Entre as principais dicas de saúde bucal, é sempre válido destacar a etapa em que o enxaguante bucal deve ser utilizado. Nesse caso, a indicação é usar o produto logo após a escovação. Isso significa, depois que você passar a escova de dente, o fio dental e, até mesmo, realizar a raspagem da língua. 

Para que o componente faça efeito, é preciso que a boca esteja 100% livre de placas bacterianas e demais impurezas. Tal detalhe permitirá que a fórmula aja de um jeito muito mais eficiente, promovendo maior sensação de bem-estar ao indivíduo. 

Em paralelo, ao escolher o seu enxaguante bucal é essencial atentar-se para se a marca possui aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Assim, você terá a certeza de estar investindo em um componente seguro e com ativos necessários para um sorriso perfeito.

Quais os tipos de enxaguante bucal mais buscados?

Como dito anteriormente, existem várias versões de enxaguante bucal por aí. Sugerimos que você analise minuciosamente cada uma delas e, posteriormente, converse com o seu dentista para saber qual é a opção certa para o seu perfil. Conheça algumas das versões:

  • Enxaguante bucal com álcool: O álcool é um agente utilizado para diluir os elementos presentes na fórmula do produto. De todo modo, muitos dentistas recomendam as versões sem essa adição, uma vez que elas são mais agressivas para a mucosa e causam desgaste dentário a longo prazo; 
  • Enxaguante sem álcool: É uma opção que não arde, e tampouco prejudica a boca durante a higienização. Por isso, pode ser utilizada com mais tranquilidade e segurança; 
  • Enxaguante com flúor: Indicado para indivíduos que possuem cáries, devendo ser aplicados uma vez por dia. Também são excelentes saídas para minimizar a sensibilidade dos dentes; 
  • Enxaguante bucal sem flúor: Consiste em uma alternativa antisséptica e natural. Muitas vezes, formulada com ativos veganos e ideais para prevenir complicações bucais. Esse é o caso do xilitol, do óleo de menta e da melaleuca. 

E aí, gostou de conferir nossos cuidados com os dentes e dicas de escovação? Agora, não há mais desculpas para descuidar de seus dentes. Siga essas recomendações e conquiste aquele sorriso que você sempre sonhou! 

Para começar, aproveite e faça uma visita no site das Lojas Rede. Em nosso e-commerce, é possível encontrar uma série de produtos imprescindíveis nessa rotina. Escova de dente, fio dental e, claro, o enxaguante bucal estão nessa lista. Estamos te esperando!

7.3.27