4 dicas infalíveis sobre como ressuscitar o cabelo

Que mulher, após um procedimento químico, não entrou em desespero ao notar a aparência dos fios? Descoloração, produtos incorretos e, até mesmo, o uso constante do secador e da chapinha colaboram para o surgimento de madeixas frágeis, quebradiças e com zero beleza. São nesses momentos que não há escapatória: se a ideia é ter de volta aquele visual de diva, você precisará aprender como ressuscitar o cabelo. 

O lado bom? Não é preciso entrar em pânico. Isso porque, não faltam métodos que podem ser praticados para alcançar um bom resultado. Aliás, existem vários produtinhos milagrosos que auxiliam nesse processo, fortalecendo a estrutura capilar e garantindo mais brilho e maciez. Esse é o caso dos óleos essenciais e dos cosméticos formulados com queratina, vitaminas e aminoácidos. 

Por aqui, entendemos muito bem a importância de manter a aparência em dia. Diante disso, queremos dividir com você, lindeza, quais são as melhores soluções para reverter esse quadro e fazer com que o seu cabelão fique lindíssimo. Vem descobrir com a gente!

1. Conheça as causas dos cabelos danificados 

Quer investir em um tratamento para ressuscitar o cabelo? Muita calma nessa hora! Antes de dar esse passo, é necessário identificar se, de fato, os seus fios estão comprometidos. Normalmente, esse cenário apresenta algumas características básicas, sendo elas: 

Ou seja, são questões que podem ser facilmente identificadas, tanto pelo olhar, quanto pelo toque. Nessa etapa, também é interessante fazer um diagnóstico preciso, observando todas as áreas do cabelo. 

Aqui, existe um teste que pode ser realizado para checar como está a elasticidade capilar. É super simples: pegue um fio e estique o máximo que puder. Caso ele parta rapidamente, é sinal de que algo não vai bem e um procedimento de choque precisará ser considerado. 

2. Aprenda como fazer uma hidratação profunda no cabelo

Sem dúvida, os cabelos danificados necessitam de uma boa hidratação para reverter o cenário. No caso das madeixas secas, o ideal é que esse tratamento seja feito, ao menos, uma vez por semana. Para quem tem o cabelo oleoso, o ideal é manter um intervalo de 15 dias entre uma hidratação e outra. 

Mas, não se engane. Se a ideia é realizar uma nutrição profunda, você precisará investir em produtos de alta qualidade e que ofereçam efeitos potentes. 

Se houver a possibilidade, escolha uma boa máscara de hidratação e, em paralelo, turbine a fórmula com os óleos essenciais — que são os queridinhos do momento. Os mais eficientes para esse quadro são o de argan, o de macadâmia, o de rícino e até o de coco. 

Escolheu os cosméticos ideais para o procedimento? Ótimo! Com tudo pronto, basta seguir o passo a passo abaixo: 

  • Lave bem as madeixas com o shampoo correto. Nesse caso, indicamos as fórmulas com ação anti-resíduo, que são excelentes para eliminar o excesso de sujeira e vestígios de outros produtos; 
  • Com uma toalha macia, remova o excesso de água; 
  • Separe o cabelo em mechas e vá aplicando o produto em pequenas quantidades. Depois, massageie de forma suave as madeixas para que os componentes sejam absorvidos completamente; 
  • Deixe a fórmula agir conforme as especificações do fabricante. Para agilizar, você pode utilizar uma touca de alumínio;
  • Assim que manter a máscara pelo tempo necessário, enxágue o cabelo em água corrente. Também é possível finalizar o procedimento aplicando um condicionador no comprimento dos fios, o que ajudará a selar as suas cutículas.

Hidratação para cabelos danificados por química caseiro

Agora, se você é do time das mulheres que preferem fazer misturinhas caseiras na hora de recuperar os fios, tudo bem! 

Como solução, indicamos o uso do mel e do azeite. Ambos são ingredientes acessíveis, fáceis de serem encontrados e garantem efeitos fantásticos para as madeixas. A dica é aplicá-los no cabelo ainda úmido, logo após passar o condicionador. 

Não tem segredo: a medida é 1 copo de mel e 2 colheres de sopa de azeite. Massageie muito bem, aguarde alguns minutos para que os nutrientes penetrem e, posteriormente, enxágue quantas vezes forem necessárias.

3. Xô equipamentos térmicos 

Não adianta nada passar horas aplicando máscaras de hidratação e demais produtos nos fios se, no fim, você continua realizando hábitos nocivos para a saúde capilar. E no topo dessa lista, estão os campeões da agressão capilar: o secador e a chapinha. 

Apesar de serem extremamente úteis ao longo da nossa rotina, esses aparelhos emitem uma alta concentração de calor. E, uma vez em contato com as temperaturas elevadas, os fios ficam danificados, com a aparência ressecada, mais frizz, pontas duplas e até quebras. 

Portanto, todo cuidado é pouco. Em vez de utilizar diariamente esses aparelhos, prefira secar as madeixas naturalmente. Se não houver essa possibilidade, utilize o secador de cabelo com parcimônia, sempre mantendo uma distância de 30 centímetros entre o fio e o aparelho. 

Dica da Rede

Durante a produção, ainda há a possibilidade de utilizar alguns itens a seu favor para garantir bons resultados — sendo o protetor térmico um deles. Ao lado, há ainda o leave-in, que serve para finalizar o penteado e proteger as madeixas contra variadas ações externas, entre elas a umidade, a poluição e os raios solares. 

4. A alimentação não pode ser esquecida 

Engana-se quem imagina que, para ressuscitar o cabelo danificado, é preciso somente investir em produtos próprios para os fios. Nada disso! Muito além desse pensamento, você também precisará realizar outras mudanças em sua rotina — como a alimentação. 

Com uma dieta saudável e balanceada, será possível recuperar, de modo ainda mais eficiente, a saúde e a beleza das madeixas. Tudo isso, graças às proteínas e demais vitaminas presentes nas verduras, legumes e carnes magras. Dentre os componentes que não podem ficar de fora dessa seleção, estão as vitaminas A e C, o ferro, o Ômega 3 e o zinco. 

E aí, agora você já sabe como recuperar o cabelo danificado? Com essas dicas exclusivas, não há mais desculpas para continuar com o visual comprometido e sem os devidos cuidados. 

Caso tenha gostado do post, aproveite ainda para compartilhar este conteúdo nas redes sociais e dividir essas informações com as suas amigas. Elas também merecem ficar por dentro!

7.3.27