3 dicas para ter um Black Power de respeito

O cabelo Black Power não é só um penteado, é um símbolo da luta pelo empoderamento e resgate da cultura negra em sua origem, no movimento que marcou a história e segue sendo, até hoje, um grande poder de representatividade.

Até pouco tempo, muitas pessoas de cabelo crespo usavam produtos químicos nocivos para alisamento, por dificuldade de aceitar os fios naturais. A mídia e a sociedade conservadora disseminavam com muita ênfase um padrão estético inalcançável, que não contemplava todas as etnias. Foi a partir de 2017 que campanhas publicitárias começaram a investir em peso na produção para todos os corpos, e o mercado acompanhou o movimento. 

Hoje, é possível ver uma prateleira inteira de lojas de cosméticos com produtos seguros, feitos especialmente para cabelos crespos e cacheados. Confira a seguir como usá-los para ter um Black Power de respeito.

Como ter um Black Power de respeito 

Quando se trata de Black Power, os cabelos crespos ganham em definição, se comparados aos cacheados, mas a hidratação é mais fraca por uma questão puramente estrutural. Ainda sim, nos últimos anos o mercado avançou na criação de fórmulas específicas para hidratar cabelos crespos, sem perder a definição. 

A hidratação interna desses tipos de curvatura é diferente da lisa, por conta das várias espirais que o fio constrói ao longo do próprio comprimento, ou seja, quanto maior for a curvatura e mais porosa for a textura natural do cabelo, mais seco ele será. Como todo cabelo seco, o risco de quebra é grande. 

Para você conseguir um Black Power de respeito, saudável e volumoso, vamos explicar as 3 dicas principais:

  1. Hidrate os fios

Os fios cacheados e crespos possuem mais ondulações na sua curvatura, o que dificulta a passagem de um produto hidratante de forma uniforme apenas ao ser depositado, o mesmo acontece com a hidratação interna. Portanto, é importante acompanhar o cuidado com os fios a partir de um cronograma capilar, usando produtos ideais para este tipo de cabelo, caso contrário a definição natural pode ser prejudicada, já que é possível sim ter cabelos ondulados e crespos saudáveis, com o controle do frizz. 

Uma forma de fazer os cosméticos penetrarem bem em todo o comprimento de cabelos cacheados (com fios tipo 3, do A ao C) e crespos (tipo 4, do A ao C) é realizar uma fitagem, técnica que consiste em massagear um creme para pentear em mechas finas do cabelo, até que se formem “fitas” no cacho, para reduzir a possibilidade de frizz.

Entenda a seguir em qual etapa da estilização a fitagem se encaixa.

  1. Estilize o Black Power com cuidado

Seu cabelo é uma das maiores expressões da sua identidade, então o trate com carinho também na hora de estilizar o Black Power. É bem mais fácil do que parece!

Você vai precisar de:

Como fazer:

  • Após a lavagem, aplique a técnica de fitagem com um creme para pentear.

A função do creme para pentear é selar as cutículas para proporcionar brilho. Quando um dos componentes do produto é o vinagre de maçã, seu baixo Ph deixa o cabelo solto, ao mesmo tempo que mantém a altitude. Evite a raiz para não estimular a produção de caspa. 

  • Antes de secá-lo com um secador (tendo, ou não, o difusor acoplado), aplique um protetor térmico para proteger os fios do dano do calor. 

Este detalhe faz toda a diferença na preservação da estrutura, já que fios mais crespos tendem a quebrar com mais facilidade. As duas maiores vantagens do difusor universal são evitar o frizz, e poder ser utilizado em qualquer secador de cabelo.

  • Em seguida, usando um pente garfo, penteie o cabelo moldando o volume que você deseja. 

Nossa dica para manter as pontinhas definidas, mesmo com o volumão, é não pentear até o fim do comprimento.

  1. Faça a manutenção do corte com um profissional

Sabemos que é tentador cortar as pontinhas em casa mesmo, mas um bom corte feito por profissionais deixa qualquer cabelo digno de capa de revista. Não seria diferente com um Black Power. 

Conheça a história do Black Power

O tão conhecido “Black Power dos anos 70”, na verdade surgiu muito antes, mas sua popularidade começou a aumentar na transição entre a década de 50 e de 60, nos Estados Unidos, em um contexto de repressão à identidade negra. Este estilo segue sendo um importante resgate da cultura ancestral, como um dos elementos mais importantes para a representatividade, portanto seu significado vai além de um penteado. 

Não somente é um símbolo de resistência sociopolítica, como também de quebra de tabus. Por exemplo, não há a separação por gênero para o estilo, como cabelo black power masculino ou black power feminino. 

Celebridades em todo o mundo adotaram o Black Power para conscientizar o senso popular sobre a origem, o significado, a relevância e enaltecer a beleza do volume, o que começou uma onda de transições capilares realmente inspiradoras. 

Gostou deste conteúdo? Agora que você já sabe como ter um Black Power de respeito, que tal conhecer os outros posts do nosso blog? Esperamos vocês nas próximas dicas de beleza!